Weby shortcut

Estrangeirismo

Atualizado em 02/10/19 10:08.

Via de regra, palavras estrangeiras devem ser grafadas em itálico.
Ex.: Muitas pessoas compartilham excessivamente suas informações nas redes sociais, prática chamada de oversharing.
O escritor Bariani Ortencio recebeu o título de doutor honoris causa pela UFG.

Exceção!
Nomes próprios estrangeiros não são escritos em itálico.
Ex.: A Apple anunciou seu mais novo lançamento.
O grupo francês Citéluz assumiu a iluminação pública municipal.

Em casos de instituições e órgãos, pode-se traduzir o nome para deixá-lo mais claro.
Ex.: As vagas são oferecidas pela Universidade de Harvard (e não Harvard University).
As obras estão expostas no Museu de Arte Moderna de Nova York (e não The Museum of Modern Art).

Palavras aportuguesadas ou que foram incorporadas à língua portuguesa em sua forma original não precisam ser colocadas em itálico.
Ex.: estresse (e não stress), fôlder (e não folder), uísque (e não whisky), download, design, marketing.

O Manual de Comunicação da Secom do Senado Federal possui uma lista de estrangeirismo grafados sem itálico.

Atenção!
Nomes científicos são em latim. Portanto, devem ser escritos em itálico.
Ex.: A nova espécie de cobra, Cenaspis aenigma, foi descoberta no México.